Coração Partido, é possível doer o coração?

É possível sofrer por um coração partido?


É possível doer o coração após uma desilusão amorosa ou uma decepção?


SIM ! A síndrome do coração partido existe, e já foi descrita várias vezes em literatura.

Conhecida como doença de Takotsubo, ou síndrome do coração partido, é uma cardiomiopatia temporária, geralmente causada por estresse, sem haver lesões nas artérias coronárias.


Em sua grande maioria, desencadeada por uma emoção negativa muito forte, como término de um relacionamento importante, perda de um familiar próximo, problemas financeiros, acidentes, etc.) O maior culpado por esse distúrbio acredita-se que seja um excesso de adrenalina, nessas situações.


E como identificar?

Geralmente os mais clássicos são: dor torácica, alterações no ECG (eletrocardiograma), com até mesmo alterações nas enzimas cardíacas, com até certo grau de comprometimento da função cardíaca, porém sem sinais de obstrução das artérias do coração.

Pelo fato de encontrarmos alteração no eletro e nas enzimas cardíacas, muitas vezes o cateterismo é indicado, apresentando um resultado normal.

Tudo isso pode parecer meio confuso, por isso a necessidade de um cardiologista para fazer o diagnóstico.


As mulheres são mais acometidas, e principalmente aquelas que já entraram na menopausa e hipertensas.


A síndrome provavelmente é responsável por 1-2% dos casos de suspeita de IAM (infarto do miocárdio)

Em geral tem boa evolução, dura pouco tempo e com cura em quase 100% dos caso sem sequelas.

Crédito: Dr. Giulio Cesare

Sede - Pinheiros

Rua Cristiano Viana, 131

Jardim América - SP 

11 3064-7585

Unidade Sul - Shop. Interlagos

Avenida Interlagos, 2255

Interlagos - SP 

11 3471-9010  / 3471-9012

Unidade Leste - Shop. Aricanduva

Av. Aricanduva, 5555

Vila Matilde - SP 

11 3061-0910 / 3444-2321

Unidade Oeste - CEASA

Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946

Vila Leopoldina - SP 

11 3832-4049 / 3835-9576

  • LinkedIn da Ampai
  • Facebook da Ampai
  • Ampai no Instagram

AMPAI - Medicina e Segurança do Trabalho

ampai@ampai.com.br