Mulheres e coração


Quando se trata de doenças cardíacas, estudo realizado pela Heart and Stroke Foundation of Canada -descobriu que as mulheres são mais propensas que os homens a adiar cuidados quando têm sintomas que indicam problemas.

No estudo, os pesquisadores conversaram com pacientes que procuraram atendimento médico devido a queixas de angina (dor no peito) e que estavam esperando para passar por exames de cinecoronariografia (cateterismo cardíaco) para procurar sinais de doença arterial coronariana.

A angina, ou dor no peito, ocorre quando o coração não recebe tanto sangue e oxigênio quanto ele necessita por causa de uma obstrução nas artérias do coração.

Os pesquisadores descobriram que os homens agiram mais rapidamente quando desenvolveram os sintomas, e passaram menos tempo negando a existência da sintomatologia, como se ela não fosse importante o suficiente para exigir cuidados imediatos. Já as mulheres aparecem com mais de um viés mais otimista, achando que os sintomas iriam desaparecer e melhorar por conta própria.

Quando as mulheres sentem que houve até mesmo uma pequena melhora nos sintomas, elas parecem nega-los por um longo período de tempo.

O principal perigo em demorar a buscar atendimento é que, quando alguém chega ao hospital com um estágio mais grave ou avançado de doença cardíaca, há menos opções de tratamento disponíveis, segundo os autores, da Harvard School of Public Health.

fonte da foto: soc bras cardiologia-pr

Sede - Pinheiros

Rua Artur de Azevedo, 622

Jardim América - SP 

11 3064-7585

Unidade Sul - Shop. Interlagos

Avenida Interlagos, 2255

Interlagos - SP 

11 3471-9010  / 3471-9012

Unidade Leste - Shop. Aricanduva

Av. Aricanduva, 5555

Vila Matilde - SP 

11 3061-0910 / 3444-2321

Unidade Oeste - CEASA

Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946

Vila Leopoldina - SP 

11 3832-4049 / 3835-9576

  • LinkedIn da Ampai
  • Facebook da Ampai
  • Ampai no Instagram

AMPAI - Medicina e Segurança do Trabalho

ampai@ampai.com.br